Arquivo da tag: ciberativismo

Resistências binárias

Aproveitando o clima de resistência virtual do último post e sem esquecer que resistências e opressões de fato ocorrem via bytes carregados de informações binárias pela rede, sigo postando esse stencil que surgiu na Antônio Carlos nos últimos dias. 1

2 Uma boa imagem que nos leva a reflexões como os lugares (possíveis) das novas resistências e as formas como a realidade virtual é capaz de construir e se confundir com a realidade física e vice-versa. A internet como Zona Autônoma é uma realidade que assusta gigantes capitalistas ao dar espaço para trocas livres de informação (e de mercadorias que fogem ao controle do mercado) e para a organização eficiente e anônima dos desorganizadores – que seguem com um pé na lama e um satélite na cabeça no trabalho permanente de construção de novas realidades. Piratas na Matrix…

AI5 Digital?

Antes tarde do que nunca: aproveitando para desenferrujar as dobradiças informacionais desse blog, parado por escassez de paradeza de quem vós escreve, um manifesto contra o que estão chamando de vigilantismo digital. Não sem tempo. Por todo canto tentam tapar os buracos que a internet deixou para o cidadão comum prosseguir se alimentando de cultura sem se submeter às mediações desnecessárias (têm dúvidas?) do capital. Vai lendo que cê faz mais:

CONTRA O AI-5 DIGITAL

A Internet é uma rede de comunicação aberta e livre. Nela, podemos criar
conteúdos, formatos e tecnologias sem a necessidade de autorização de
nenhum governo ou corporação. A Internet democratizou o acesso a
informação e tem assegurado práticas colaborativas extremamente
importantes para a diversidade cultural. A Internet é a maior expressão da
era da informação.

A Internet reduziu as barreiras de entrada para se comunicar, para se
disseminar mensagens. E isto incomoda grandes grupos econômicos e de
intermediários da cultura. Por isso, se juntam para retirar da Internet as
possibilidades de livre criação e de compartilhamento de bens culturais de
de conhecimento.

Um projeto de lei do governo conservador de Sarkozi tentou bloquear as
redes P2P na França e tornar suspeitos/as de prática criminosa todos/as
os/as seus/as usuários/as. O projeto foi derrotado.

No Brasil, um projeto substitutivo sobre crimes na Internet aprovado e
defendido pelo Senador Azeredo está para ser votado na Câmara de
Deputados. Seu objetivo é criminalizar práticas cotidianas na Internet,
tornar suspeitas as redes P2P, impedir a existência de redes abertas,
reforçar o DRM que impedirá o livre uso de aparelhos digitais. Entre
outros absurdos, o projeto quer transformar os provedores de acesso em uma
espécie de polícia privada. O projeto coloca em risco a privacidade dos/as
internautas e, se aprovado, elevará o já elavado custo de comunicação no
Brasil.

O MEGANÃO!
CHAMADA PARA A MEGABLOGAGEM

Na última semana tivemos grandes e poderosas vitórias: O ministro da
Justiça manifestou publicamente seu apoio ao veto dos artigos
?draconianos? do PL de Cibercrimes, o PL 84/99, ou o PL do Azeredo, ou
ainda popularmente conhecido como o AI5 digital. No último dia 14 tivemos
uma grande vitória com o Ato Público na Assembléia Legislativa de São
Paulo contra o AI5 digital, onde novos e poderosos aliados se juntaram ao
combate ao vigilantismo. Estranhamente a mídia tradicional não deu muita
importância ao evento, não lembro de ter visto nenhuma noticia na TV sobre
o Ato, a excessão ficou com a Folha, aquela da ?Ditabranda? que mandou
para o evento uma jornalista com as piores das intenções, e segundo os
presentes com as perguntas mais descabidas possíveis.

Há algum tempo haviamos percebido um argumento típico dos vigilantistas na
novela da Globo da Globo caminho das Indias, onde um personagem advogado
fala para outra personagem algo como: Olha, não sei como andam estas leis,
mas é dificil isto, nem a Policia Federal consegue rastrear sobre casos de
pedofilia. Conseguimos um contato com a assessora da Glória Perez, que nos
?cozinhou? e acabamos não conversando com a autora para expor nosso ponto
de vista, na verdade acredito que a Glória pouco poderia fazer a respeito,
já que ela é funcionária da Globo, e provavelmente deve ter de seguir as
determinações da Empresa.

Nesta semana, justamente a semana de grande vitórias, a mídia atacou a
Internet de forma extremamente agressiva, estão promovendo uma verdadeira
engenharia social, tentando a todo custo convencer as pessoas de que a
Internet é um antro de criminosos e pedófilos. O SBT fez uma matéria a
respeito, a Globo esta atacando em todas as esferas, no programa Ana Maria
Braga onde tenta envolver a Internet no caso do ?Mussunzinho? apenas pelo
fato de alguem ter tido acesso ao email dele para responder à uma
entrevista. O jornal da Globo, RJ TV, Fantástico e ontem o Globo Reporter
que falou de pedofilia, não citou nenhum caso de pedofilia na Internet, o
que sabemos que não existe, mas falou que a maioria dos casos de pedofilia
se dá na Internet. Para fechar, a Veja desta semana esta detonando com a
Internet da forma mais escrota e descabida como parece peculiar desta
publicação.

O que estamos assistindo é na verdade um ato de desespero, os apoiadores
do vigilantismo, como a FEBRABAN, APCN, Operadoras de telefonia, a
Industria Cultural, só para citar alguns, devem estar patrocinando, ops,
quero dizer pressionando os nove empresários que comandam a mídia no
Brasil, ou seriam estes empresários também interessados? Será que tem
algum Senador que tem ligação com veículos de comunicação? A mídia deixou
de ser sutil, de parecer imparcial, e num ato de desespero esta tomando
uma posição clara, a favor do vigilantismo, com o objetivo de manipular a
opinião pública para que o nosso ativismo seja desmoralizado e minimizado
e AI5 digital seja aprovado.

Sendo assim, convocamos todos a uma blogagem coletiva hoje, dia 17 de
maio, dia Internacional da Internet para uma blogagem coletiva com o
objetivo de critica a atitude de nossa imprensa mentirosa, de investigar e
de desmascarar a midia que mente e vai contra a democracia. Não vamos
deixar o vigilantismo ganhar, Mega Não, Mega Blogagem já !!!

Usem as tags ?ciberativismo?, ?meganao? e ?megablogagem? para que possamos
identificar os posts participantes, e mandem um ping para cá. Publiquem,
twittem seus posts, divulguem no Orkut, Facebook, neste dia 17 temos de
fazer as mídias sociais gritarem um Mega Não ao vigilantismo.

http://meganao.wordpress.com